Implementação de projeto inovador para gestão do uso de antibióticos apresentada em seminário

Liderado por Luís Lapão, o sistema consiste numa plataforma digital de gestão de informação, monitorização e de apoio à decisão médica para uma prescrição adequada de antibióticos

A problemática das Infeções Associadas aos Cuidados de Saúde (IACS) e a sua relação com o recurso excessivo a antibioterapia fez nascer o HAItool, um projeto inovador do Global Health and Tropical Medicine (GHTM), do Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT), liderado por Luís Lapão, que consiste numa plataforma digital de gestão de informação, monitorização e de apoio à decisão médica para uma prescrição adequada de antibióticos.

Ontem o projeto e as suas potencialidades foram apresentados ontem, num seminário que decorreu em Lisboa.

A implementação do projeto que, de acordo com Luís Lapão, “é inovador por envolver os profissionais de saúde no desenho do sistema de informação para apoiar a decisão dos médicos na prescrição de antibióticos” foi apresentada e discutida ontem, no IHMT, em Lisboa, por investigadores e profissionais de saúde nacionais e internacionais. O HAItool “contribui largamente para o conhecimento europeu de como combinar tecnologias digitais, evidência científica e a prática profissional, na redução do peso das infeções hospitalares”, afirmou Gunnar Simonsen, diretor do Departamento de Microbiologia e Controlo de Infeção do Hospital Universitário da Noruega Norte, confirmando “o interesse deste tipo de sistemas para apoiar a complexidade do trabalho dos profissionais do controlo de infeção”. O responsável pela Unidade de Cuidados Intensivos Polivalentes do Hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa, Pedro Póvoa, comprovou a utilidade do sistema que “apoia a estratégia de implementação de antibiotic stewardship nas enfermarias e oferece um conjunto de funcionalidades muito úteis”.
Com financiamento das EEAGrants, suportadas pela Noruega, Islândia e Listenstaine, o HAITool é um sistema de monitorização e de apoio à decisão para médicos, desenvolvido num processo colaborativo entre investigadores e profissionais de saúde, para dar resposta às necessidades específicas dos profissionais de saúde. A plataforma digital agrega, em tempo real, os dados do doente, os resultados da microbiologia e os consumos da farmácia, que depois são apresentados graficamente, de forma única e inovadora, facilitando a monitorização das infeções causadas por bactérias resistentes aos antibióticos e a prescrição e uso de antibióticos.

O projeto conta com a participação dos hospitais de Évora e da Figueira da Foz e do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, estando a equipa em negociações com outros hospitais nacionais e internacionais.

ler mais

RECENTES

ler mais