Os linfomas dividem-se, em traços gerais, em dois tipos: linfomas de Hodgkin, que representam cerca de 10% dos casos, e linfomas não-Hodgkin, cerca de 90% dos casos. Apesar de ser o tipo de linfoma menos comum, o linfoma de Hodgkin afeta mais frequentemente jovens adultos, estimando-se que em Portugal surjam a cada ano 260 novos casos deste tipo de linfoma.

“Este vídeo pretende aumentar o conhecimento da população sobre o que são os linfomas e explicar alguns dos seus sinais, sintomas e tratamentos”, afirma Maria Gomes da Silva, vogal da APCL e Diretora do Serviço de Hematologia Clínica do Instituto Português de Oncologia de Lisboa.

O linfoma é um tumor maligno do sangue que resulta do crescimento anormal das células do sistema linfático, os linfócitos. O sinal mais comum desta doença é o aumento de tamanho dos gânglios linfáticos que podem estar localizados no pescoço, axilas ou virilhas. Outros sintomas podem incluir suores intensos durante a noite, febre sem explicação, cansaço extremo e perda de peso inexplicável.

 

COMUNICADO/SO

ler mais