A cirurgia ocorreu no passado dia 14 de fevereiro no hospital Nair, em Mumbai, e durou sete horas. Foram utilizadas 11 unidades de sangue durante a operação e nos dias após a intervenção o paciente, Santlal Pal, ficou ligado a um ventilador. Os médicos não quiseram tornar o procedimento público até terem a certeza do seu sucesso.

Santlal Pal, um comerciante indiano de 31 anos, tinha este tumor desde 2015 e já tinha sido recusado por três hospitais que garantiram ser inoperável. Os médicos também afirmaram que o tumor teria causado a perda de visão de Pal, mas que deve ser recuperada durante a fase de recobro.

“Agora é uma questão de recuperação, mas ele está fora de perigo”, afirmou o Dr. Trimurti Nadkarni, chefe de neurocirurgia, em declarações à BBC. Por agora, os médicos vão tentar perceber se o tumor é benigno ou maligno.