Entre os meses de julho e setembro, foram efetuadas 4507 consultas médicas na Consulta do Turista, disponibilizada pela Administração Regional de Saúde do Algarve em 12 unidades de cuidados de saúde primários nos concelhos do litoral algarvio e foram registados um total de 8433 atendimentos de enfermagem nos 32 Postos de Saúde de Praia, até ao final de agosto, revelou hoje a instituição, em comunicado enviado às redações.

Destinadas essencialmente a turistas nacionais e estrangeiros, as consultas médicas na Consulta do Turista contribuíram para garantir uma maior e mais rápida acessibilidade aos cuidados de saúde de proximidade no período do Verão, evitando uma maior afluência de pessoas às urgências hospitalares, por vezes desnecessárias, acrescenta a ARS Algarve

A Consulta do Turista funcionou entre 4 de julho e 18 de setembro através do alargamento de horário de atendimento e reforço das consultas de atendimento complementar nos concelhos do litoral onde se regista habitualmente a maior afluência de turistas, designadamente, em Sagres; Alvor; Carvoeiro; Armação de Pera; Albufeira; Quarteira; Almancil; Olhão; Tavira; Altura; Vila Real de Santo António e Alcoutim.

Nos Postos de Praia, assegurados em colaboração com a Cruz Vermelha, que têm como objetivo prestar cuidados de saúde de enfermagem e dar resposta a situações clínicas que possam ser tratadas no local, ou, em caso de necessidade, encaminhar o utente para uma unidade de saúde mais adequada, foram realizados 3908 tratamentos, 2808 atendimentos devido a picadas de peixe-aranha e insetos, 1031 medições de pressão arterial, 294 para administrar injeções e 279 para realizar testes de Glicemia, tendo sido registados durante este período 113 encaminhamentos para outras unidades de saúde. Os Postos de Praia com maior número de atendimentos registados durante este Verão foram os de Monte Gordo (681), Manta Rota (660), Armação de Pera (543) e Armona (424).

Na nota enviada às redações, o Conselho Diretivo da ARS Algarve destaca “os resultados bastante positivos alcançados por esta iniciativa, tanto para os cidadãos como para as equipas de saúde das diversas unidades que, com o seu empenho e profissionalismo diário, contribuíram para garantir uma resposta eficaz e eficiente do ponto de vista operacional de todos os serviços de Saúde da Região”.