15 Fev, 2021

Vacinação. Estudantes de enfermagem em ensino clínico vão ser prioritários

Garantia foi dada à Ordem dos Enfermeiros pelo novo Coordenador da Task-Force. Estudantes de Medicina e Farmácia reclamam o mesmo.

Os estudantes de enfermagem em ensino clínico vão ser incluídos nos grupos prioritários da vacinação contra a covid-19, por estarem expostos aos mesmos riscos dos restantes profissionais de saúde.

Esta inclusão tem vindo a ser defendida pela Ordem dos Enfermeiros (OE) e por outras entidades como Fórum Nacional de Estudantes de Saúde e o Conselho Nacional de Juventude (CNJ)

A garantia foi dada à Ordem pelo novo Coordenador da Task-Force para o Plano de Vacinação contra a Covid-19, Vice-Almirante Henrique Gouveia e Melo, que se reuniu com a Bastonária, Ana Rita Cavaco, e o vice-presidente, Luís Barreira.

Segundo avança o Expresso, ficou decidido que competirá à OE a responsabilidade de reunir informação sobre os enfermeiros que ainda não foram vacinados, universo que irá abranger o sector privado e profissionais liberais. Em comunicado, a OE refere que em relação aos do SNS, “ uma vez que, até à data, a vacinação de enfermeiros dos Cuidados de Saúde Primários Vacinados é residual”, está marcada nova reunião para esta segunda-feira.

A medida, segundo a presidente do CNJ, “contribui para garantir a segurança destes estudantes que se encontram em formação no SNS e nas estruturas de apoio, bem como a dos utentes que com eles contactam”. Existem atualmente cerca de dez mil estudantes de saúde que não se encontram contemplados nos grupos Prioritários do Plano de Vacinação contra a covid-19, “embora estejam sob o mesmo risco que os profissionais de saúde”.

O grupo de estudantes na linha da frente em estágios de formação engloba, essencialmente, estudantes de Medicina, Medicina Dentária, Ciências Farmacêuticas, e Enfermagem.

ler mais

RECENTES

ler mais