21 Out, 2019

Trabalhadores com enxaquecas podem contar com o apoio da Novartis

A enxaqueca afeta principalmente os indivíduos na fase ativa da sua carreira. Apesar de ser extremamente incapacitante continua a ser uma patologia muito "subestimada" pelas empresas.

O apoio à enxaqueca no local de trabalho pode melhorar a qualidade de vida dos colaboradores. Esta é a conclusão de um estudo solicitado pela farmacêutica Novartis apresentado no 19ª Congresso da Sociedade Internacional da Dor de cabeça (International Headache Society, em inglês com a sigla IHC), em Dublin, na Irlanda.

O programa, intitulado ‘Migraine Care’, é um programa que a gigante da área farmacêutica disponibiliza aos seus colaboradores e familiares na Suíça. Tem por base a telemedicina e a medicina digital, disponibilizando um serviço complementar e independente a todos os colaboradores da empresa que convivem diariamente com esta patologia. O objetivo passa por, em primeiro lugar, melhorar a qualidade de vida dos seus trabalhadores e, em segundo, aumentar a consciencialização sobre a doença no local de trabalho, proporcionando aconselhamento gratuito aos colaboradores de forma a que tenham um melhor controlo da mesma.

Esta iniciativa que deriva do estudo de avaliação do impacto que este programa teria na vida dos pacientes que sofrem com enxaquecas e naqueles que estão mais próximos, concluiu que após seis meses de apoio educacional e de aconselhamento por parte da entidade empregadora a incapacidade por enxaqueca reduziu significativamente (57%).

Para a realização deste estudo foram objeto de estudo 120 indivíduos (cerca de 80 do sexo feminino e 40 do sexo masculino).