12 Jul, 2019

Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPAVC) lança prémio de jornalismo na área do AVC

A Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPAVC) acaba de anunciar a criação de um Prémio de Jornalismo, no montante de 1.500€, com o objetivo de incentivar e reconhecer o interesse e qualidade dos trabalhos jornalísticos no âmbito do acidente vascular cerebral (AVC)

As candidaturas, abertas a todos os jornalistas residentes em Portugal, podem ser enviadas até ao dia 10 de janeiro de 2020.

O Prémio de Jornalismo agora divulgado destina-se a distinguir o jornalista cujos trabalhos realizados nos dois últimos anos foquem a sua análise nesta doença súbita. “Devem contribuir para um correto e maior conhecimento geral do problema, causas da doença e para a difusão, quer da prevenção, quer da atuação em caso de manifestação da doença surgir. Podem ainda evidenciar os recursos existentes para tratamento, os apoios sociais, as redes de familiares e amigos e toda a dinâmica social do AVC, entre outros temas com este relacionados e que retratem a realidade da doença no contexto atual ou que dela façam uma perspetiva história”, pode ler-se no regulamento do prémio.

O presidente da Direção da SPAVC, Prof. José Castro Lopes, explicou que “este prémio reflete o reconhecimento do papel da comunicação social e, em particular, dos jornalistas, enquanto arautos nesta missão de prevenção da doença e de promoção da saúde”. Assim, as candidaturas estão abertas para todos os jornalistas residentes em Portugal Continental e nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Acores, cuja peça jornalística tenha sido publicada/disseminada num meio de comunicação, nos formatos impresso, televisivo ou radiofónico.

Dirigindo-se diretamente aos destinatários desta distinção, o médico neurologista apelou: “Juntos, podemos reduzir o peso do AVC no nosso país. Cabe a cada um de vós fazer a ponte entre a comunidade científica e a população, transmitindo mensagens de alerta para este problema de saúde pública que representa, em Portugal, a principal causa de mortalidade e incapacidade no nosso país”.
O trabalho a concurso deve ser enviado à SPAVC em formato eletrónico (secretariado@spavc.org) até ao dia 10 de janeiro de 2020. O prémio será posteriormente entregue na cerimónia de encerramento do 14.º Congresso Português do AVC, mais concretamente no dia 8 de fevereiro de 2020, pelas 12h30.

O prémio conta com o apoio da Daiichi-Sankyo Portugal, cujo  Country Manager, Pedro Sequeira, justifica incentivando, por um lado, “uma comunicação social mais informada acerca do AVC e pró-ativa no desenvolvimento de informação sobre a patologia, e, por outro, uma maior consciencialização da população sobre a principal causa de morte em Portugal”.

O envolvimento da companhia farmacêutica neste projeto parte do seu objetivo de “encontrar formas novas e inovadoras de cuidar dos doentes, mas também da sua missão de deixar uma marca positiva em termos sociais”, sublinhou.

 

SO/Comunicado

ler mais

RECENTES

ler mais