12 Set, 2022

Pizarro é escolha sensata e com peso político, acredita o Bastonário dos Médicos

Miguel Guimarães reconhece potencial a Manuel Pizarro para exercer o cargo mas admite que o agora ministro estará bastante limitado pelas condições que o primeiro-ministro, António Costa, lhe der.

A escolha de Manuel Pizarro para ministro da Saúde é “uma decisão sensata” que recai sobre alguém “tecnicamente preparado e com peso político”, com o desafio imediato da falta de profissionais no SNS, defendeu o bastonário dos Médicos.

Para o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, o desempenho de Manuel Pizarro, a quem reconhece potencial para exercer o cargo, estará bastante limitado pelas condições que o primeiro-ministro, António Costa, lhe der.

Miguel Guimarães frisou que Manuel Pizarro, além de conhecer bem o sistema de saúde português e os sistemas europeus, “tem mostrado ao longo da sua carreira ser um excelente gestor de recursos humanos”, que demonstra respeito pelos profissionais de saúde e pelas estruturas que os representam, como a Ordem dos Médicos, ao que acresce o facto de já ter sido secretário de Estado Adjunto e da Saúde, de ser médico e conhecer os problemas do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

“O doutor Manuel Pizarro tecnicamente está preparado e politicamente tem peso. Ou seja, dos vários candidatos que foram falados que poderiam vir a ser ministros, provavelmente é aquele que tem mais peso político, ou seja, pode defender bem dentro do Conselho de Ministros aquilo que é a importância da Saúde para o país e conseguir mais alguma coisa com isso”, disse o bastonário dos médicos.

Miguel Guimarães acrescentou, no entanto, que há um “mas” e que “esse mas é que é importante”.

“Se o senhor primeiro-ministro não der as condições adequadas ao doutor Manuel Pizarro para ele exercer o cargo de ministro como deve ser e como ele deseja, seguramente, é óbvio que podem acontecer poucas alterações. E nós precisamos com urgência de alterações estruturais ao nível do SNS, precisamos de tornar o SNS mais competitivo, precisamos de melhorar as carreiras médicas e dos outros profissionais, precisamos de melhorar o dia-a-dia das pessoas, que mais médicos optem por ficar no SNS”, defendeu Miguel Guimarães.

A gestão de recursos humanos no SNS “é um desafio importante” e “o primeiro grande desafio” de Manuel Pizarro, defendeu o bastonário.

“É o primeiro grande desafio, mas ele também é um homem que gosta de desafios. É evidente que também não vai ter condições para resolver tudo de uma vez, mas há algumas questões urgentes e esta do capital humano é neste momento a principal. Se eu não tiver um número de suficiente de médicos no SNS e os que estão trabalharem por dois ou três, é evidente que o sistema acaba por não funcionar como devia e tende a ficar cada vez pior”, disse.

“Esta é uma questão prioritária, é uma questão que tem que ter o máximo de atenção e o primeiro-ministro tem que perceber isto”, acrescentou.

O primeiro-ministro, António Costa, propôs ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a nomeação do eurodeputado socialista Manuel Pizarro para o cargo de ministro da Saúde, em substituição de Marta Temido.

“Na sequência da proposta do primeiro-ministro, o Presidente da República conferirá posse sábado, ao novo ministro da Saúde, Manuel Francisco Pizarro de Sampaio e Castro, pelas 18:00, no Palácio de Belém”, lê-se numa nota publicada na página oficial da Presidência da República.

Manuel Pizarro foi secretário de Estado da Saúde no segundo executivo liderado por José Sócrates, tendo como ministra Ana Jorge.

Marta Temido, de 48 anos, pediu a demissão de ministra da Saúde no passado dia 30 de agosto, mas António Costa pediu-lhe para se manter em funções mais algumas semanas até concluir a aprovação do diploma que regulamenta o Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Esse diploma foi aprovado em Conselho de Ministros e apresentado pela própria Marta Temido na quinta-feira.

Natural de Coimbra, Marta Temido é ministra da Saúde desde outubro de 2018, altura em que substituiu nessas funções Adalberto Campos Fernandes.

LUSA

Notícia Relacionada

Ex-secretário de Estado Manuel Pizarro é o novo ministro da Saúde

Print Friendly, PDF & Email
ler mais

RECENTES

Print Friendly, PDF & Email
ler mais