19 Ago, 2021

Pandemia de covid-19 já provocou 4,38 milhões de mortes em todo o mundo

No total, desde dezembro de 2019 até à data, já foram oficialmente diagnosticados mais de 208 milhões de casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2.

A pandemia de covid-19 provocou a morte, até à data, de pelo menos 4 381 911 pessoas em todo o mundo. No total, e desde que a infeção por SARS-CoV-2 foi identificada na China em dezembro de 2019, mais de 208 545 350 casos de covid-19 foram oficialmente diagnosticados.

Na última terça-feira, registaram-se mais 637 703 novos casos da doença em todo o mundo. Já em relação aos óbitos diários, os dados revelam uma subida, das 8 388 mortes contabilizadas no dia 17 de agosto para as 10 906 registadas na passada quarta-feira (dia 18).

Os Estados Unidos da América (EUA) continuam a ser o país mais afetado a nível global, tanto em número de mortos como de casos, com um total de 623 322 mortes entre mais de 37 milhões de casos recenseados, segundo a contagem da universidade norte-americana Johns Hopkins.

Depois dos EUA, a lista dos países mais afetados pela crise pandémica em termos globais é composta pelo Brasil (570 598 mortes e 20 416 183 casos), pela Índia (432 519 mortos e 32 285 857 casos), pelo México (249 529 mortos e 3 123 252 casos) e pelo Peru (197 539 mortos e 2 135 827 casos).

O balanço geral foi realizado a partir de dados recolhidos pelas delegações da AFP junto das autoridades nacionais competentes e de informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), excluindo as revisões realizadas posteriormente por certos organismos de estatística.

Neste sentido, a OMS calcula, tendo em conta o excesso de mortalidade ligada direta e indiretamente à covid-19, que o balanço da pandemia poderá ser duas a três vezes superior ao registado oficialmente.

SO/LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais