19 Jul, 2021

Ondas de calor. Especialistas alertam para aumento do risco de eventos cardíacos

Com a chegada das altas temperaturas, os profissionais de saúde oferecem dicas para conseguir lidar com o calor extremo, de modo a prevenir a ocorrência de eventos cardíacos.

A American Heart Association (AHA) lançou um alerta para o aumento do risco de eventos cardíacos associado ao calor extremo e sublinhou alguns conselhos para as pessoas que se encontram em risco. O comunicado surge no âmbito das ondas de calor que têm provocado várias mortes nos Estados Unidos da América e no Canadá.

“Se apresenta um historial cardíaco, se tem mais de 50 anos ou está acima do peso, a AHA sugere que tome precauções especiais no calor, no sentido de proteger a saúde do seu coração”, afirmou o especialista da associação, Donald M. Lloyd-Jones.

Neste sentido, o comunicado refere a necessidade de não sair à rua entre as 12h e as 15h, intervalo de tempo em que o pico do calor é normalmente registado. A AHA também alerta para a importância de as pessoas usarem roupa leve e de cores claras, com tecidos respiráveis, não menosprezando a aplicação de protetor solar e o uso de boné e óculos escuros.

“Manter-se hidratado é fundamental. É fácil ficar desidratado, mesmo se as pessoas acham que não estão com sede”, referiu Lloyd-Jones. Assim, a associação recomenda que as pessoas bebam água antes, durante e depois de sair para o calor, evitando bebidas com cafeína ou de teor alcoólico.

Fazer pausas regulares a atividade ao ar livre também foi uma urgência sublinhada, bem como a necessidade de se continuar a seguir as ordens dos médicos. “Alguns medicamentos podem exagerar a resposta do corpo ao calor e fazer as pessoas sentirem-se mal no calor extremo”, mas é essencial “não deixar de tomar o que foi prescrito”.

ler mais

RECENTES

ler mais