21 Jul, 2021

O fenómeno do body shaming e como evitá-lo

Psicólogos prepararam um documento que ajuda a perceber o fenómeno e oferece sugestões para combater o impacto mental e físico que este pode ter nas vítimas.

A Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) disponibilizou um documento no seu website que pretende alertar para o fenómeno do body shaming, que caracteriza a existência de agressão verbal que envolve críticas ou humilhação de alguém através de comentários negativos e depreciativos sobre o corpo.

A fact sheet, preparada pelos profissionais, procura explicar que este tipo de ações têm um impacto significativo na vítima, afetando “homens e mulheres de todas as idades e formas corporais”, podendo ser “infligido aos outros ou até a nós próprios”.

“Vemos constantemente “corpos perfeitos” e bem vestidos na televisão, nas revistas ou nas redes sociais. De várias formas, recebemos a mensagem de que nos devemos esforçar por ter o “corpo perfeito” e encontrar formas de esconder os nossos “defeitos””, começa por explicar o documento. Neste sentido, este salienta que esta “preocupação com a aparência física” pode ultrapassar “a preocupação com a saúde (física e psicológica)”.

Segundo revelam, o body shaming “pode ter consequências verdadeiramente graves para a saúde psicológica e resultar em sentimentos menos bons como baixa autoestima, depressão, isolamento social ou mesmo comportamentos alimentares disfuncionais”, o que reforça a importância de alertar para este fenómeno que “não é aceitável”.

Para quem é alvo deste tipo de comentários, a OPP oferece também algumas recomendações. “Aceitar o seu corpo, apreciá-lo, questionar os ideais de beleza, falar sobre o que incomoda, investir no autocuidado e evitar criticar a sua aparência e a dos outros são algumas das ferramentas que pode usar”.

Consulte o documento na íntegra aqui.

ler mais

RECENTES

ler mais