31 Mai, 2021

“Movimento Intestino Feliz” aconselha pessoas que sofrem de SII

A iniciativa procura contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas que lidam com a Síndrome do Intestino Irritável.

Com o objetivo de garantir o bem-estar das pessoas que sofrem da Síndrome do Intestino Irritável (SII), o “Movimento Intestino Feliz” procura oferecer conselhos que prometem ser eficazes na manutenção dos sintomas associados à patologia.

Promovida pela Ezfy, uma organização que engloba mais de 700 profissionais de saúde, a iniciativa alerta para a prevalência da SII, uma doença que ainda é pouco conhecida, mas que apresenta um forte impacto no bem-estar físico e psicológico dos seus portadores.

Segundo explicou a farmacêutica e membro do projeto, Carolina Ferreira, este distúrbio gastrointestinal, que afeta entre 10 a 25% de pessoas em todo o mundo, não deve ser ignorado, sendo essencial que “os doentes se informem sobre todas as possibilidades de tratamento com o médico e que se aconselhem também com um nutricionista”.

Com base na sua experiência, esta ressalta que “é muito importante intervir na alimentação para identificar e excluir da dieta os alimentos que são mais propensos a desencadear crises”. Neste sentido, a impulsionadora do movimento acredita que existem conselhos essenciais que podem contribuir para a atenuação dos efeitos indesejáveis da doença.

A farmacêutica ressalta a necessidade de se fazerem refeições regulares e de comer devagar, bem como a de ajustar o consumo de fibras. Esta afirma que beber pelo menos oito copos de água por dia é o ideal, sendo importante restringir o consumo de chá e café a três por dia, tal como o consumo de álcool e bebidas gaseificados.

No mesmo sentido, para melhorar a qualidade de vida, limitar o consumo de fruta a três porções por dia pode auxiliar na prevenção do impacto dos sintomas associados à patologia. Ainda, o mesmo se pode verificar se os seus portadores evitarem os açúcares e adoçantes, de um modo geral.

ler mais

RECENTES

ler mais