5 Set, 2023

Médicos manifestam-se hoje perante reunião da OMS no Porto

Os médicos manifestam-se, hoje, entre as 08:00 e as 10:00, em defesa "da dignidade” da carreira médica e do futuro do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) vai assinalar hoje as queixas do setor com uma iniciativa de protesto perante o Simpósio da Organização Mundial de Sáude, no Porto.

Entre as 08:00 e as 10:00, os médicos prometem um “flashmob”, em defesa “da dignidade” da carreira médica e do futuro do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

“Visamos especialmente os ministros da Saúde estrangeiros presentes no evento, mas também o Governo português e o ministro da Saúde Dr. Manuel Pizarro, para dar um grito de alerta para abandonarem a sua teimosia e que tenham a coragem de incorporar as propostas dos médicos no SNS, para que todos os cidadãos em Portugal possam ter acesso a um serviço de saúde público, universal, com qualidade e com futuro”, anunciou a federação em comunicado.

Os manifestantes dirigiram também uma carta à Organização Mundial da Saúde (OMS), para que, em próximas reflexões sobre “o futuro dos sistemas de saúde na era digital”, não esqueça, “como o fez desta feita”, o desafio digital no que aos sistemas públicos de saúde diz respeito.

A ação no Simpósio da OMS é a primeira etapa do “TOUR da FNAM”, que vai percorrer várias unidades de saúde em Portugal, com o objetivo de reforçar a mobilização dos médicos para entregarem declarações de indisponibilidade ao trabalho suplementar além das 150 horas obrigatórias por ano, e mapear a “situação dramática” que se vive nas várias unidades de saúde.

A volta pelo país terminará em Lisboa, no dia 14 de novembro, com uma manifestação nacional em frente ao Ministério da Saúde, a par de uma greve nacional de dois dias, marcada para 14 e 15 de novembro.

Também os farmacêuticos do SNS estão em luta por melhores salários e progressão na carreira, entre outras reivindicações, cumprindo hoje um dia greve nos distritos de Beja, Évora, Faro, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setúbal e nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

 

LUSA

Notícia relacionada 

Médicos em greve entre 13 e 14 de setembro

Print Friendly, PDF & Email
ler mais
Print Friendly, PDF & Email
ler mais