14 Abr, 2022

Hospital de Vila Franca de Xira autorizado a contratar 77 enfermeiros especialistas

Autorização da tutela surge depois de o Sindicato dos Enfermeiros ter alertado para a “escassez e má gestão dos recursos humanos” em vários serviços do hospital.

O Hospital de Vila Franca de Xira, no distrito de Lisboa, anunciou que a tutela autorizou a contratação de 77 enfermeiros especialistas e gestores, afirmando que tal contribui para “uma contínua melhoria dos serviços prestados à população”.

“O Hospital de Vila Franca de Xira, EPE, recebeu autorização da tutela para a contratação de 70 enfermeiros especialistas e sete enfermeiros gestores”, informa a instituição hospitalar, num comunicado enviado à agência Lusa.

No início desta semana, o Sindicato dos Enfermeiros (SE) alertou para o facto de vários serviços de urgência do Hospital de Vila Franca de Xira (HVFX) estarem comprometidos, devido à “escassez e má gestão dos recursos humanos”.

O alerta foi dado na sequência de uma reunião entre o SE e os enfermeiros do Serviço de Urgência do Bloco Operatório do HVFX, que ocorreu na segunda-feira na sequência de 31 enfermeiros deste serviço terem apresentado à administração do hospital uma declaração de escusa de responsabilidades, uma vez que têm estado a ser desviado para outros serviços, nomeadamente para a Urgência Geral e Obstetrícia.

“A atribuição destas 77 vagas permitirá ao HVFX reforçar o número de enfermeiros especialistas”, realça o hospital, indicando que, atualmente, apenas cerca de 5% dos enfermeiros no hospital possuem a categoria de enfermeiro especialista, “situação que se irá alterar com a atribuição das respetivas 70 vagas”.

A instituição hospitalar defende que o preenchimento das 77 vagas de enfermeiros especialistas e gestores “vem robustecer as equipas de profissionais de prestação de cuidados de saúde, contribuindo para uma contínua melhoria dos serviços prestados à população dos cinco concelhos abrangidos pela área de referência do HVFX”.

Para a enfermeira diretora do HVFX, Ana Paula Eusébio, “o saber especializado permite uma diferenciação dos cuidados de enfermagem, contribuindo para a melhoria da qualidade dos mesmos”.

Citada no comunicado, Ana Paula Eusébio congratula-se ainda com “o reconhecimento das competências dos enfermeiros que contribui para a motivação profissional e pessoal, estimulando-os a investirem, cada vez mais, em novos conhecimentos e, assim, desenvolverem novas competências diferenciadoras na arte do cuidar e promovendo, ativamente, a melhoria dos ganhos em saúde”.

No final de abril de 2021, o Governo aprovou um decreto-lei que contemplava a passagem do HVFX, que serve cerca de 250 mil habitantes de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Benavente e Vila Franca de Xira, para o modelo de entidade pública empresarial.

LUSA

Notícia Relacionada

Serviços de urgência do Hospital de Vila Franca de Xira “comprometidos” por falta de enfermeiros
ler mais

RECENTES

ler mais