21 Jul, 2021

Gulbenkian e INSA estabelecem protocolo de cooperação científica e clínica

O protocolo procura desenvolver iniciativas no âmbito da prática científica e clínica e reforça a relação de cooperação já existente entre as duas instituições.

A Fundação Calouste Gulbenkian, por intermédio do Instituto Gulbenkian e Ciência (IGC), e o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) celebraram um protocolo que visa a sua cooperação de âmbito alargado, com o propósito de desenvolverem iniciativas no domínio da investigação científica e clínica.

Com destaque, o acordo celebrado “prevê, nomeadamente, a colaboração no âmbito do estudo da diversidade genética do novo coronavírus, SARS-CoV-2, que o IGC e o INSA têm vindo a desenvolver desde abril de 2020”, revelam em comunicado. Segundo salientam, o trabalho que tem sido feito tem-se mostrado “essencial na intervenção e definição de políticas de contenção da atual pandemia”.

De acordo com a presidente da Fundação, Isabel Mota, é “mais um passo no movimento que esta pandemia tem fortalecido, que consiste na colaboração reforçada entre instituições científicas”. Tal como reforça, esta cooperação foi fundamental para “a aceleração das descobertas necessárias ao início do controle da mortalidade por covid-19”.

Do mesmo modo e através de uma perspetiva futura, o presidente do Conselho Diretivo do INSA, Fernando de Almeida, declara que “os dados resultantes deste esforço conjunto permitirão um apoio mais robusto e atempado à tomada de decisão em Saúde Pública”.

Segundo acrescentam, o protocolo prevê, assim, uma colaboração “nos estudos de evolução do SARS-CoV-2 e de resposta do sistema imunitário ao mesmo” e, neste âmbito, “o IGC já se encontra a seguir cerca de 1800 pessoas vacinadas contra o vírus”.

“O desenvolvimento de outras iniciativas de carácter científico e clínico, designadamente na identificação, proteção e potencial exploração de inovações tecnológicas e de conhecimento científico, na formação pós-graduada e em estágios, e na publicação de trabalhos científicos” são atividades que também serão reforçadas no âmbito deste acordo de cooperação.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais