15 Jul, 2021

Exposição que celebra a descoberta da insulina está agora em Lisboa

A iniciativa, que conta com o patrocínio da Federação Internacional da Diabetes e que já esteve no Porto e em Coimbra, agora está novamente instalada na capital.

Promovida pela Comissão Executiva das Comemorações do Centenário da Descoberta da Insulina, a exposição itinerante que procura revisitar os marcos históricos do tratamento da diabetes poderá ser visitada na sede da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP), em Lisboa, até ao início de setembro.

Caracterizada pela menção aos anos 80 do séc. XX, década que marca o início da comparticipação total da insulina pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS), a exposição também oferece destaque ao fundador da APDP, a primeira organização dedicada à diabetes no mundo, Ernesto Roma. Segundo revelam em comunicado, esta é “uma instituição que ao longo dos seus 95 anos de história tem mantido alta a bandeira de respeito pelas pessoas com diabetes”,

Assim, “Uma Visita à História da Diabetes no Centenário da Descoberta da Insulina” além de retratar esta ambição e de celebrar o êxito relativo às recentes descobertas em medicamentos e tecnologias aplicadas à patologia, também faz referência à evolução da diabetes em Portugal.

Desde 1150 A.C., onde já havia registo de uma doença com características semelhantes a esta patologia, até ao ano da descoberta da insulina em 1921, a procura de um tratamento eficaz para controlar esta condição metabólica crónica, que resulta no aumento dos níveis de glicose no sangue, tornou-se numa das preocupações mais significantes da investigação médica.

Depois de exposta no Porto e em Coimbra, a exposição será implementada no nas cidades de Braga e Funchal. Para mais informações sobre a exposição e sobre a celebração dos “100 anos da descoberta da insulina”, basta consultar o link http://www.100anosinsulina.pt/.

ler mais

RECENTES

ler mais