21 Jun, 2021

Estudo revela que 50% da população acha difícil manter um estilo de vida saudável

Inércia, falta de tempo e dificuldade em reconhecer os benefícios estão entre as causas para a falta de adoção de hábitos saudáveis.

De acordo com o estudo que procurou construir um retrato sociológico sobre a saúde em Portugal, cerca de 50% dos inquiridos acha difícil manter um estilo de vida mais saudável, apesar de reconhecerem ter vontade de fazer um esforço maior para a adoção de hábitos que promovam a manutenção da sua saúde.

“A Saúde dos Portugueses: um BI em nome próprio”, investigação coordenada pela empresa Return On Ideas e com o acompanhamento da presidente do conselho disciplinar da Ordem dos Médicos e ex-presidente do Infarmed, Maria do Céu Machado, permitiu, além de outras temáticas, conhecer o nível de empenho da população portuguesa em ser saudável.

Os resultados do estudo revelaram que 23% dos participantes considera que gostaria de se esforçar para “ser saudável ou mais saudável”, enquanto outros 25% considera fazer já “o esforço possível”. A inércia (52%), a falta de tempo para o autocuidado (28%) e a dificuldade em reconhecer os benefícios do bem-estar associado a comportamentos saudáveis são as grandes causas que justificam estes dados.

No mesmo relatório, foi possível confirmar que apenas 13% dos inquiridos considera que a sociedade exagera na pressão para se adotar um estilo de vida saudável, enquanto um total de 25% considera que a promoção destes hábitos é adequada e importante. Já 20% defende que se deveria promover de modo mais eficiente o “ser saudável”.

Ainda, apesar de se verificar um esforço por parte dos portugueses para melhorarem o seu estado de saúde, estes confirmam que o seu empenho deverá ser maior no momento em que a sua condição o exigir. Neste sentido, o estudo revela a necessidade de se procurar promover a importância da adoção de um estilo de vida saudável o mais cedo possível, antes do seu estado se encontrar agudizado ou sem tratamento adequado.

ler mais

RECENTES

ler mais