20 Dez, 2021

“Estamos a cometer os mesmos erros do Natal passado”, diz ex-diretor da DGS

O médico André Peralta Santos antevê uma "explosão" de novos casos esta semana e pede um reforço das medidas devido à nova variante.

André Peralta Santos, antigo diretor de serviços de Informação e Análise da DGS, avisa que Portugal está a “cometer os mesmos erros do Natal passado” e antevê uma “explosão” de novos casos na semana que se inicia esta segunda-feira, 20.

O médico e investigador critica, na sua conta de Twitter, a decisão de adiar o reforço das medidas de combate à covid-19, no contexto da nova variante Ómicron e propõe que se adotem de imediato restrições de modo a controlar a propagação da nova variante, como o encerramento de locais e eventos em que há risco de supertransmissão, como bares, discotecas e espetáculos, assim como o limite das lotações de espaços públicos.

Peralta Santos salienta que medidas deste teor já foram tomadas em países como a Dinamarca ou o Reino Unido, que estão, “em termos de prevalência da Omicron, talvez 3-4 dias adiantados em relação a Portugal”. “O risco que corremos é de um janeiro com níveis de doença na comunidade muito elevados e pressão elevada nos hospitais com degradação da qualidade e acesso a cuidados não-covid”, alerta o especialista.

Apesar de admitir que Portugal tem “boa margem” no que diz respeito à capacidade de internamento nos hospitais, o ex-responsável da DGS diz que, “com crescimentos exponenciais a margem pode acabar rapidamente”, à imagem do que se está a passar no Reino Unido, com as hospitalizações em Londres a começarem a dar “sinais de preocupação”.

“Se tudo continuar igual, Portugal só fará um reforço de medidas não farmacológicas a 3 de Janeiro, duas semanas depois do Reino Unido e Dinamarca”. “Durante essas duas semanas temos dois eventos de elevado risco de transmissão (Natal e Ano Novo)”, alerta o especialista, que avisa que o mês de janeiro “será muito pior do que esperávamos há três semanas” devido à Ómicron.

SO

Print Friendly, PDF & Email
ler mais

RECENTES

Print Friendly, PDF & Email
ler mais