20 Jul, 2021

Vacinação covid. Reino Unido vai vacinar apenas menores com problemas de saúde

De acordo com as recomendações existentes, jovens de 16 a 17 anos com comorbidades de maior risco perante a covid-19 já tinham sido chamados para vacinação.

O Governo britânico aceitou a recomendação para iniciar a vacinação apenas menores com certos problemas de saúde no Reino Unido, onde se registaram 39.950 novos casos e 19 mortes de covid-19 nas últimas 24 horas.

O Comité Conjunto de Vacinação e Imunização [Joint Committee on Vaccination and Immunisation, JCVI] recomendou que crianças de 12 a 15 anos com deficiências neurológicas graves, síndrome de Down, com deficiências de aprendizagem múltiplas ou graves e imunodeficiências devam ser inoculados com a vacina Pfizer.

De acordo com as recomendações existentes, jovens de 16 a 17 anos com comorbidades de maior risco perante a covid-19 já tinham sido chamados para ser imunizados, mas o JCVI não aconselha a vacinação de menores de 18 anos fora destes grupos.

O ministro da Saúde, Sajid Javid, prometeu que o organismo vai continuar a analisar informação sobre a potencial vacinação de menores sem outras patologias específicas de saúde.

De acordo com o quadro de dados sobre a pandemia covid-19 atualizados hoje, no domingo o Reino Unido tinha registado 48.161 novos casos e 25 mortes.

Nos últimos sete dias, entre 13 e 19 de julho, a média diária foi de 42 mortes e 46.024 casos, o que corresponde a uma subida de 48% no número de mortes e de 41,2% no número de infeções relativamente aos sete dias anteriores.

A média diária de pessoas hospitalizadas foi de 617 entre 07 e 13 de julho, um aumento de 39,5% face aos sete dias anteriores.

Na sexta-feira estava internados 4.094 pacientes, dos quais 573 com auxílio de ventilador.

Nas passadas 24 horas foram administradas 147.064 vacinas, tendo todos os adultos no Reino Unido sido chamados para serem imunizados.

Desde dezembro foram inoculadas 46.314.039 pessoas, o que corresponde a 87,9% da população adulta, e 36.099.727 milhões de pessoas, ou 68,5% da população adulta, já tem a vacinação completa.

Artigos relacionados:

ler mais

RECENTES

ler mais