24 Nov, 2016

Brasil será considerado livre de febre aftosa em 2018, após mais de 50 anos de luta contra a doença

O Brasil será considerado livre de febre aftosa, uma doença viral altamente contagiosa, em 2018, após mais de 50 anos, anunciou o Governo brasileiro

“O Brasil receberá em 2018 a certificação de livre da febre aftosa com vacinação”, disse na segunda-feira o ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

O governante reuniu-se na segunda-feira, no Palácio do Planalto, em Brasília, com o Presidente brasileiro, Michel Temer, e a diretora-geral da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), Monique Eliot.

“O país precisa de começar a entender isso, a importância desse certificado. Viemos para convidá-lo [o presidente Temer] para em 2018 receber o certificado pessoalmente”, acrescentou.

De acordo com a nota, Monique Eliot manifestou a sua “admiração pelo trabalho feito pelo serviço veterinário brasileiro”, elogiando também a cooperação entre os setores privados e públicos.

Para a diretora-geral da OIE, o Brasil tem um papel muito significativo no desenvolvimento da região como, por exemplo, no combate à febre aftosa, à peste suína clássica e à gripe aviária.

A febre aftosa pode atacar bovinos, búfalos, ovinos, caprinos, suínos e outros ruminantes selvagens, causando importantes perdas económicas.

O Brasil é o segundo maior produtor mundial, a seguir aos Estados Unidos, e o maior exportador de carne bovina do mundo, mas tem enfrentado problemas para exportar o produto devido à febre aftosa.

LUSA/SO

 

 

ler mais

RECENTES

ler mais