21 Jan, 2022

Amadora-Sintra realizou mais consultas e diminuiu tempo de espera em relação a 2019

Comparando com 2019, período pré-pandemia, em 2021 foram realizadas mais 7190 consultas de especialidade, com uma redução de 20 dias no tempo de espera.

O Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (Amadora-Sintra) realizou mais de 300 mil consultas de especialidade e fez 15 mil cirurgias em 2021, de acordo com dados revelados pela unidade hospitalar.

Em comunicado, o hospital revela que no ano passado realizou 334.215 consultas de especialidade, mais 34.945 do que em 2020, representando um acréscimo de 11,7%.

Do total de consultas de especialidade, foram registadas 103.105 primeiras consultas, um acréscimo de 28,9% face ao ano anterior.

Comparando com 2019, período pré-pandemia, em 2021 foram realizadas mais 7.190 consultas de especialidade, com uma redução de 20 dias no tempo de espera, segundo o documento.

Em relação à atividade cirúrgica convencional, de ambulatório, em 2021 efetuaram-se 15.112 cirurgias, mais 2.246 do que em 2020, registando-se um acréscimo de 35,3% nas cirurgias convencionais e de 14,6% nas cirurgias de ambulatório.

Face ao período pré-pandémico de 2019, no ano passado verificou-se uma redução de 31,5% no número dos doentes em espera para cirurgia, “representando uma melhoria significativa do acesso dos utentes”, refere a unidade hospitalar

No ano passado, registaram-se 211.594 atendimentos na Urgência do Amadora-Sintra, um crescimento de 16,4% face ao ano anterior, o que equivale a mais 29.851 episódios de urgência.

As sessões de hospital de dia tiveram um crescimento de 22%, tendo sido realizadas um total de 23.001 em 2021, mais 4.082 sessões do que no ano anterior.

Em relação aos meios complementares de diagnóstico, no ano passado foram realizados 239.382 exames, uma média diária de 656 procedimentos, tendo sido efetuadas 2.346.347 análises clínicas.

“Apesar da atividade assistencial de 2021 ter sido fortemente condicionada pela pandemia por SARS-CoV-2, os números evidenciam o empenho e profissionalismo de todas e de todos os trabalhadores do HFF, sem os quais não estaríamos a ultrapassar este que tem sido o maior desafio das nossas vidas profissionais”, refere Marco Ferreira, presidente do Conselho de Administração do Hospital Fernando Fonseca, citado na nota.

LUSA

Notícia Relacionada

Hospital Amadora-Sintra já tem consulta de profilaxia pré-exposição da infeção por VIH

ler mais

RECENTES

ler mais