9 Jul, 2021

Abraço: quais os benefícios para a saúde?

Os cientistas revelam os benefícios do abraço para a saúde física e mental, no sentido em que este gesto permite regular várias hormonas e fomenta a libertação de certos neuroquímicos.

Numa época em que “o abraço tem restrições”, os cientistas reforçam os benefícios deste gesto para a saúde física e mental, uma vez que este está interligado ao sentido do tato e permite regular hormonas e libertar neuroquímicos que ajudam a reduzir os níveis de ansiedade e stress, bem como a estimular o crescimento afetivo.

Segundo revelam os especialistas, a razão pela qual os abraços são tão valorizados está associada ao sentido do tato, no sentido em que este é essencial para os indivíduos explorarem fisicamente o mundo que os rodeia e para comunicar e manterem laços sociais.

Os especialistas acrescentam que este é o primeiro sentido que se manifesta no útero, por volta das 14 semanas, e que o próprio toque consiste em dois sistemas distintos: o toque rápido – aquele que permite detetar o contacto de modo imediato – e o toque lento – associado a uma população de nervos designados de aferentes c-táteis, os quais processam o significado emocional do gesto.

Quando existe um abraço, a estimulação destes aferentes envia vários sinais, através da medula espinal, para as redes de processamento de emoção do cérebro, o que induz a produção de neuroquímicos, os quais estão associados a vários benefícios para a saúde.

De acordo com os especialistas, este processo inclui a libertação de oxitocina, uma hormona que, além de desempenhar um papel importante na ligação social, permite desacelerar os batimentos cardíacos e reduzir os níveis de stress e ansiedade. Do mesmo modo, a respetiva libertação de endorfinas também permite apoiar os sentimentos imediatos de prazer e bem-estar.

Entre os benefícios do abraço, também se encontra o facto de este melhorar o sono, segundo reforçam os especialistas. Tal como explicam, o toque suave permite reduzir os níveis de cortisol, os quais são mais elevados quando os indivíduos se encontram em situações de stress.

Adicionalmente, a própria forma como as pessoas reagem a situações mais desafiantes é alterada através do abraço, no sentido em que permite aumentar a resiliência e diminui a reatividade exagerada. Da mesma forma, este gesto é também conhecido por ajudar a combater infeções, pois, ao regular as hormonas, influencia a resposta imunológica do corpo.

ler mais

RECENTES

ler mais