Universidade de Évora à frente na criação de novas moléculas para tratar Alzheimer

Uma equipa internacional liderada por um investigador da Universidade de Évora (UÉ), Anthony Burke, produziu com sucesso novas moléculas para o tratamento do Alzheimer, que inibem o funcionamento de um tipo de enzima implicado na doença

Universidade de Évora à frente na criação de novas moléculas para tratar Alzheimer

Uma equipa internacional liderada por um investigador da Universidade de Évora (UÉ), Anthony Burke, produziu com sucesso novas moléculas para o tratamento do Alzheimer, que inibem o funcionamento de um tipo de enzima implicado na doença

NEURO-ONLINE

Este mês…

Destaques »»

Opinião »»

Neuro-Update

Dor crónica pode contribuir para aumento do risco de demência

Estudo realizado na Universidade da Califórnia de São Francisco (UCSF) mostra que a dor crónica pode estar relacionada com algumas alterações no cérebro das pessoas mais velhas o que pode originar falhas mais rápidas na memória à medida que envelhecem, sendo mais propensas a ter demência anos depois