15 Jul, 2021

Webinar aborda a terapia celular no tratamento da leucemia

Este é o primeiro webinar de um ciclo de sessões que serão promovidas ao longo do ano pela Associação Portuguesa Contra a Leucemia.

A Associação Portuguesa contra a Leucemia (APCL) vai promover um webinar sobre Terapia Celular, no próximo dia 23 de julho, às 17h, destinado a doentes e cuidadores. Esta é a sessão inauguradora de um primeiro ciclo de webinares que a APCL irá promover até ao final do ano.

Dividida em três painéis, a iniciativa, moderada pelo jornalista Paulo Farinha e que conta “com um espaço de perguntas e respostas”, procura “promover a educação sobre terapia celular, proporcionando a doentes e cuidadores um aprofundamento dos seus conhecimentos sobre esta forma de tratamento”, revelam em comunicado.

Deste modo, os temas em destaque passarão pela “evolução no tratamento dos linfomas durante o século XXI, como funciona e a quem se dirige a terapia celular, o papel da enfermagem e o do cuidador” e serão abordados por especialistas que procuram partilhar os seus conhecimentos relativos a este tipo de terapêutica, de modo a “proporcionar momentos de interação” entre os profissionais e as pessoas que estarão a assistir.

O evento contará com um momento de abertura por parte do presidente da APCL, Manuel Abecasis, e abordará, por meio da apresentação da médica do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa, Filipa Moita, o “Tratamento dos linfomas: evolução no século XXI”.

De seguida, a especialista da mesma instituição, Gilda Teixeira, falará sobre “Terapia Celular – como funciona e a quem se dirige”, sendo que o terceiro painel será destinado ao “papel da enfermagem”, abordado pela enfermeira do IPO de Lisboa, Fátima Penim, e ao “papel do cuidador” apresentado pela cuidadora Patrícia Silva.

Com o apoio da farmacêutica Gilead, a participação no evento é gratuita e conta com uma inscrição prévia que poderá ser confirmada através do seguinte link: https://apcl.eventkey.pt/geral/listaeventos.aspx.

ler mais

RECENTES

ler mais