14 Jul, 2021

UÉvora estuda intenção dos portugueses realizarem férias no verão

Os dados agregados vão servir “apenas para a realização de apresentações em conferências científicas ou seminários, estudos, relatórios, publicações em livros, artigos ou capítulos de livros científicos”, acrescentou.

Investigadores da Universidade de Évora (UÉ) estão a estudar a perceção dos efeitos da pandemia de covid-19 na intenção dos portugueses realizarem férias no verão deste ano, divulgou a academia alentejana.

O trabalho académico é coordenado por uma equipa de investigação do laboratório de turismo do Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades (CIDEHUS) da UÉ.

Segundo a academia, no âmbito do estudo, foi lançado um inquérito na Internet para os investigadores saberem a perceção dos impactes gerados pela covid-19 na decisão dos residentes em Portugal realizarem férias no verão de 2021.

Se a covid-19 teve impacto na vida quotidiana, se tem aumentado o sentimento de tristeza ou desilusão ou se desencoraja a viajar são algumas das perguntas que constam no questionário.

No inquérito, assinalou a UÉ, serão “apenas recolhidas respostas individuais dos participantes para a investigação científica” e em “nenhum caso” os inquiridos “serão identificados”.

Os dados agregados vão servir “apenas para a realização de apresentações em conferências científicas ou seminários, estudos, relatórios, publicações em livros, artigos ou capítulos de livros científicos”, acrescentou.

Os resultados do estudo serão conhecidos no final do mês de setembro deste ano.

O inquérito pode ser acedido aqui.

Artigos relacionados:

ler mais

RECENTES

ler mais