Sindicatos querem contratação de mais 300 médicos de família para zona centro

As estruturas sindicais referem que "cada Médico de Família tem em sua lista até 1.900 utentes", pelo que a contratação de mais 300 clínicos “permitiria a assistência a 570.000 utentes que atualmente o não tem”

Os sindicatos dos médicos consideram necessária a contratação de 300 médicos de família, que dariam assistência a 570 mil utentes e pediram aos presidentes das câmaras dos distritos da zona centro para que sensibilizem o Ministério da Saúde.

Num comunicado conjunto, a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) e o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) pediram que os presidentes dos municípios sensibilizem “o Ministério da Saúde para contratar os cerca de 300 médicos de família que em abril obtiveram a especialidade e que ainda não foram contratados”.

As estruturas sindicais referem que “cada Médico de Família tem em sua lista até 1.900 utentes”, pelo que a contratação de mais 300 clínicos “permitiria a assistência a 570.000 utentes que atualmente o não tem”.

O ofício da FNAM e do SIM foi enviado aos presidentes das câmaras municipais dos distritos de Leiria, Coimbra, Castelo Branco, Viseu, Aveiro e Guarda.

LUSA/SO/SF

 

 

ler mais

RECENTES

ler mais