23 Mai, 2017

Semana Internacional da Tiroide para consciencializar o público

Em setembro 2007, a Federação Internacional da Tiroide (Thyroid Federation International–TFI), uma organização à escala mundial que integra várias associações de doentes com patologia tiroideia, decidiu criar o Dia Mundial da Tiroide e 25 maio foi a data escolhida para assinalar esta efeméride

A Federação Internacional da Tiroide (TFI) em parceria com a Merck decidiu denominar a semana do Dia Mundial da Tiroide por Semana Internacional da Tiroide que tem como objetivos principais promover o conhecimento público da importância da Tiroide e as suas doenças, dar a conhecer novas modalidades de tratamento e promover programas de educação e prevenção.

Em Portugal, a Semana Internacional da Tiroide conta com o apoio da Associação das Doenças da Tiroide (ADTI), do Grupo de Estudo da Tiroide (GET) da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo (SPEDM) e da Merck.

Doenças da tiroide

Existem múltiplas doenças da tiroide. Algumas caraterizam-se pelo incorreto funcionamento da tiroide. A tiroide produz e liberta para a circulação sanguínea duas hormonas, a triiodotironina (T3) e a tetraiodotironina (T4 ou tiroxina), essenciais para o normal funcionamento e desenvolvimento do nosso organismo, uma vez que exercem múltiplos efeitos no metabolismo, regulam a temperatura corporal, a frequência cardíaca e tensão arterial, o funcionamento dos intestinos, o controlo do peso, dos estados de humor, entre outras funções. As doenças tiroideias mais conhecidas são o hipertiroidismo e o hipotiroidismo, sendo que ambas têm sintomas e causas diferentes.

Hipotiroidismo, ou hipoatividade da tiroide, ocorre quando os níveis hormonais produzidos pela tiroide são insuficientes. Em consequência, as células do corpo não recebem níveis de hormonas suficientes para funcionar corretamente levando a uma diminuição do metabolismo.

O hipotiroidismo pode ter origem em diversas causas, sendo as mais frequentes a doença autoimune, lesão da tiroide, falta ou excesso de iodo, e tratamentos de radioterapia.

Sem tratamento, os sintomas de hipotiroidismo vão progredir, podendo causar complicações mais graves e até mesmo causar a morte.

Hipertiroidismo, ou hiperatividade da tiroide, ocorre quando as hormonas produzidas pela tiroide estão em excesso na circulação sanguínea, o que vai provocar um metabolismo acelerado.

O hipertiroidismo tende a ser uma doença familiar, e ocorre mais frequentemente em mulheres jovens.

A causa mais frequente de hipertiroidismo é a doença autoimune Doença de Graves. Nesta doença, os anticorpos presentes na circulação sanguínea estimulam a tiroide, causando o seu aumento e secreção em excesso de hormonas tiroideias. Outro tipo de hipertiroidismo é caracterizado por nódulos na tiroide, que produzem excesso de hormonas tiroideias. É importante que os sintomas de hipertiroidismo não deixem de ser tratados,