15 Fev, 2022

Saúde Digital: Oportunidades e desafios

Neste Tema da Semana, auscultamos os protagonistas de um processo sem retorno, quem no terreno pensa, observa e vive as vantagens e as ameaças inerentes à transformação digital em curso na Medicina e na Saúde a nível nacional e global.

Os benefícios da transformação digital nos cuidados de saúde, acelerada pela pandemia de covid-19, são inegáveis, refletindo-se ao nível da eficácia e da eficiência dos recursos.

Porém, não são de somenos os desafios inerentes a esta realidade com crescente impacto nos sistemas de saúde, na prática clínica e na relação médico-doente.

Não é de hoje, por exemplo, a utilização da tecnologia robótica em cirurgias, mas ainda há quem imagine um médico-robô de bisturi na mão, à guisa de um filme de ficção científica do século passado. O contexto pandémico impulsionou o recurso (generalizado) as consultas à distância/teleconsultas, mas este e outros conceitos – como a inteligência artificial (IA) aplicada ao diagnóstico de doenças, os chatbots/médicos virtuais ou os avaliadores de sintomas digitais – não são de agora e vieram para ficar.

À medida que o termo “virtual” ganha força adjetival junto da palavra “Medicina”, onde os mais resistentes a este processo (imparável!) anteveem o risco de “desumanização” dos cuidados de saúde, os arautos desta “revolução” digital identificam a oportunidade de “libertar” os médicos de tarefas que podem ser desempenhadas por softwares específicos para o efeito, ao mesmo tempo que rejeitam o perigo de uma transferência do raciocínio clínico da pessoa para a máquina.

 

Cláudia Brito Marques | Diretora de informação SaúdeOnline

Tema da Semana – Medicina & Saúde na era digital

ler mais

RECENTES

ler mais