28 Jul, 2017

Risco máximo de incêndio para mais de 50 concelhos do continente

Mais de 50 concelhos de dez distritos do continente estão hoje em risco "máximo" de incêndio, incluindo os de Nisa que está a ser afetada por dois fogos, mobilizando mais de 600 operacionais

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), mais de 50 concelhos dos distritos de Castelo Branco, Faro, Portalegre, Santarém, Coimbra, Leiria, Guarda, Vila Real, Viseu e Bragança estão hoje em risco ‘máximo’ de incêndio.

Entre estes está o concelho de Nisa, no distrito de Portalegre, que está a ser afetado por dois incêndios que mobilizavam, às 06:30, 670 operacionais. Um dos fogos está no entanto em fase resolução.

O incêndio em Mangualde, distrito de Viseu, que lavra desde quarta-feira, foi dominado esta madrugada, e o de Barreiras, agora designado como Miuzela, na Guarda, foi extinto, de acordo com a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Além dos mais de 50 concelhos em risco ‘máximo’ de incêndio, o IPMA colocou também em risco ‘muito elevado’ e ‘elevado’ vários concelhos dos 18 distritos de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre “Reduzido” e “Máximo”.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

LUSA/SO/SF

 

 

ler mais

RECENTES

ler mais