28 Mai, 2021

Projeto “EVA” auxilia na avaliação do risco cardiovascular da população

Protocolo garante a implementação da iniciativa que garante o apoio e avaliação clínica dos doentes de risco.

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e a Câmara Municipal de Torres Novas vão estabelecer um protocolo que formaliza a implementação do projeto “EVA” (Equipa Vida Ativa) no município, uma iniciativa que procura fortalecer a avaliação e controlo do risco cardiovascular da população de risco local.

No âmbito das restrições ao acesso a cuidados de saúde primários resultantes da situação pandémica atual, a manutenção da saúde da população nacional foi agravada, contribuindo para um declínio da gestão de doença sobretudo dos cidadãos de maior risco.

Para combater esta necessidade, o projeto pretende garantir que a equipa, composta por um médico, um farmacêutico e vários enfermeiros, acompanha o doente mais fragilizado por meio de uma avaliação da sua situação clínica baseada em diversas métricas e parâmetros estabelecidos.

No âmbito deste projeto, o médico deverá coordenar a abordagem da equipa e prestar apoio aos membros da unidade móvel e os enfermeiros têm a responsabilidade de orientar o contacto com o cidadão eleito, de modo a fornecerem a informação necessária para gerir a sua condição. Ainda, o farmacêutico deve prestar auxílio na adesão e persistência terapêutica.

A iniciativa, que será oficializada publicamente no dia 31 de maio na Câmara Municipal de Torres Novas, também engloba os municípios de Tomar e de Abrantes, de modo a assegurar um cuidado ao maior número de pessoas com necessidade de cuidado especiais.

ler mais

RECENTES

ler mais