5 Jan, 2022

Portugal pode registar 100 mil casos diários de infeção em janeiro

O número de internamentos em enfermaria deverá ser o dobro do que são hoje, estima o professor e médico Carlos Robalo Cordeiro.

Portugal pode alcançar as 100 mil novas infeções diárias até 24 de janeiro, revelam as projeções do Instituto Superior Técnico (IST) analisadas pela RTP. O estudo também prevê uma duplicação do número de internamentos a nível nacional.

Perante a disseminação da variante Ómicron e a sua velocidade exponencial de contágio, os especialistas confirmam que o pico da quinta vaga poderá ocorrer entre os dias 20 e 24 deste mês. “Entre os dias 20 e 24 de janeiro admitimos que possa dar-se o pico desta onda com um número de casos que vai sendo crescente até lá (dia 24) e que aí pode chegar aos 100 mil por dia”, refere o membro do grupo de peritos da Ordem dos Médicos e do IST, Carlos Robalo Cordeiro.

“Evidentemente que a pressão nos hospitais vai acontecer e prevê-se que os internamentos em enfermaria possam ser o dobro do que são hoje. A pressão sobre os cuidados intensivos e as consequências em termos de óbitos não são obviamente tão severas”, disse o especialista.

Neste sentido, à CMTV, o bastonário da OM, Miguel Guimarães, assume que, apesar do aumento significativo no número de casos, “dificilmente” o país ficará acima dos 2500 internamentos.

Perante estes dados, Carlos Robalo Cordeiro defende a necessidade de se continuar a apostar na vacinação, já que “temos mais de 200 mil pessoas com mais de 70 anos sem a dose de reforço da vacina”. Ainda, os especialistas do Gabinete de Crise da Ordem dos Médicos (OM) recomendam a redução para três semanas do intervalo das doses da vacina nas crianças.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais