23 Nov, 2021

Portugal é o sétimo país da UE com menos novos casos e mortes diários

Portugal encontra-se muito abaixo da média europeia no que diz respeito aos novos casos. Ainda assim, tem o dobro da prevalência de Espanha.

Portugal é o sétimo país da União Europeia com o menor número de mortes e de novos casos diários de infeção por SARS-CoV-2 por milhão de habitantes, segundo o ‘site’ estatístico Our World in Data.

Desde a semana passada, a situação epidemiológica piorou ligeiramente e o país apresenta agora uma média diária de 208 casos, contra a anterior de 140 casos, passando de sexto para sétimo país da UE com menos novos casos.

Com situação melhor estão apenas a Finlândia (198), Itália (155), Roménia (152), Malta (141), Espanha (102) e Suécia (88).

Em novos casos, Portugal mantém-se abaixo da média europeia de 442 e bem longe dos países com mais novos casos diários de infeção por milhão de habitantes na última semana, uma lista liderada pela Eslováquia, com uma média de 1.810 casos, seguida pela Eslovénia com 1.550, Áustria com 1.530, República Checa com 1.400 e os Países Baixos com 1.230.

Estes estados-membros encabeçam também a lista dos cinco países com maior média de novos casos diários na última semana no mundo, situando-se a média mundial nos 69 casos.

Em termos de mortes diárias atribuídas à covid-19 por milhão de habitantes na última semana, Portugal é também o sétimo entre os 27 estados-membros da UE com o menor número de mortes, com uma média de 0,9 óbitos, ligeiramente superior à média de 0,76 registada na semana passada.

Seguem-se a Finlândia (0,85), França (0,48), Chipre (0,42), Espanha (0,42), Suécia (0,39) e Malta (0,28).

Na ponta oposta, a lista de países com maior número de mortes diárias é liderada pela Bulgária (20,18), seguida da Croácia (14,77), Letónia (14,39), Roménia (14,39), e Hungria (13,54)

A média europeia deste indicador é 3,67 e a mundial é 0,91.

No resto do mundo, entre os países com mais de um milhão de habitantes, a Bulgária está também com uma média maior, seguida da Geórgia (18,77), Ucrânia (15,7), Croácia e Letónia.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais