23 Abr, 2021

Portugal é o país com menor incidência de novos casos na UE (há mais de um mês)

Portugal mantém segura a posição de país com menos novos casos na União Europeia. Por regiões, Açores, Madeira e Algarve preocupam.

Portugal mantém-se como o país da União Europeia com menos novos casos de infeção por SARS-CoV-2 pela sexta semana consecutiva, avança o Observador.

De acordo com o relatório semanal do Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC), Portugal contabilizou, na última semana, uma média de 75 casos de infeção por SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes (o que representa um aumento em relação às últimas semanas). Ainda assim, a incidência situa-se muito abaixo de qualquer outro país. A média europeia está neste momento nos 426 casos e com tendência decrescente há já duas semanas.

Neste momento, os três países com maior incidência são o Chipre, com 962 casos por cada 100 mil habitantes, a Suécia, com 796, e a França, com 693. Seguem-se a Croácia, com 690, a Polónia, com 650, e a Hungria, com 648.

O país com menor incidência, depois de Portugal, é a Irlanda (com 108 casos por 100 mil habitantes), seguido de Malta, com 145, e Dinamarca e Noruega (ambos com 164). Na Europa, só a Islândia tem um melhor desempenho que Portugal, registando um incidência muito baixo (25).

Em fevereiro, Portugal estava no extremo oposto, na posição de pior país da UE. A 4 fevereiro chegou a registar uma média de 1.652 casos por cada 100 mil habitantes mas o confinamento reduziu drasticamente o número de infeções.

O ECDC faz também a análise por regiões. Nessa escala mais local, o Centro (50) é a região mais bem colocada, com uma incidência entre as 20 e as 59,9 novas infeções por 100 mil habitantes; Norte (76), Lisboa e Vale do Tejo (70) e Alentejo (85) situam-se no patamar seguinte: entre as 60 e as 119,9. Mais preocupante é a situação no Algarve (128), na Madeira (126) e nos Açores (193), que têm 120 a 239,9 infeções por cada 100 mil habitantes. Na Europa, a região de Paris ou a zona de Estocolmo (Suécia) registam incidência extremamente elevadas (como se pode ver no mapa).

SO

Notícias Relacionadas

ler mais

RECENTES

ler mais