5 Set, 2018

Novo Nordisk duplica número de ensaios clínicos em Portugal

Multinacional dinamarquesa é líder de mercado dos medicamentos para a diabetes e doenças relacionadas e já investiu 1,2 milhões em Portugal.

A multinacional farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk, líder mundial de medicamentos para o tratamento de diabetes e suas complicações, quer duplicar o número de ensaios clínicos em Portugal, chegando aos nove, o que compara com os quatro feitos em 2016. O investimento ascende já a 1,2 milhões de euros.

Em declarações ao Saúde Online, a directora-geral da Novo Nordisk em Portugal, Olga Insua, explica esta opção pela elevada prevalência, quer de diabetes, quer de obesidade na população portuguesa, muito superior à média registada nos demais países da União Europeia.

A multinacional dinamarquesa é líder do mercado, com uma quota de 27% de produtos relacionados com a diabetes, sendo também a empresa com o maior portefólio e pipeline de novos produtos na área. Fornece mais de metade da insulina utilizada a nível global, alcançando mais de 24 milhões de doentes.

Contrariando a tendência de retração das vendas que tem atingido a maioria das congéneres farmacêuticas a nível mundial, muito devido à perda de patentes de produtos designados como “blockbuster”, e consequente disponibilização de medicamentos genéricos no mercado, mais baratos, a empresa, com sede em Bagsværd, na Dinamarca, espera um crescimento de vendas em 2018 de 3% a 5%, um ritmo de crescimento idêntico ao verificado no ano passado.

 

“A elevada mortalidade associada à diabetes deve-se, principalmente, aos eventos cardiovasculares que se lhes associam”, explica Olga Insua.

 

Nos últimos anos, a empresa acrescentou ao seu historial de sucessos o lançamento de vários produtos inovadores. Entre eles, o Liraglutido, medicamento indicado no tratamento da diabetes tipo 2, o primeiro de um novo grupo de medicamentos que mimetizam a ação da hormona secretada no trato gastrointestinal com ações benéficas para o controlo da hiperglicemia. Foi o primeiro, desta nova classe terapêutica, a demonstrar um efeito cardioprotetor a longo prazo.

Outro dos “milestones” do Liraglutido é na redução do peso. “É o mais eficaz atualmente disponível no mercado”, garante Olga Insua. O medicamento foi aprovado na Europa e está disponível em Portugal para tratamento da obesidade. Em ensaios clínicos, ficou demonstrado que ajuda a diminuir o apetite e a controlar o peso corporal, podend