Nova terapia para Síndrome de Dificuldade Respiratória em Évora

A Síndrome de Dificuldade Respiratória Aguda é uma patologia de grande impacto nas unidades de cuidados intensivos, sendo a sua incidência de 17 a 34 casos por mil doentes por ano, em que a mortalidade varia entre 35 e 46%

A Unidade de Cuidados Intensivos Polivalentes do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) disponibiliza uma nova terapia extracorporal que visa o tratamento da Síndrome de Dificuldade Respiratória Aguda, condição clínica caracterizada por lesão pulmonar aguda.

Denominada Remoção extracorporal de CO2 de baixo fluxo (ECCO2R), a terapia usa um circuito externo para filtrar o sangue do doente, removendo o dióxido de carbono através de uma membrana, de forma independente do pulmão, de forma a protegê-lo.

“Havia uma escassez de recursos, para uma grande quantidade de doentes candidatos ao tratamento. Os doentes do Alentejo tinham de aguardar que uma equipa de um dos três centros de referência se deslocasse a Évora para preparar e transportar o doente para fora da região”, explica Regina Henriques, diretora da Unidade de Cuidados Intensivos do HESE.

Acrescentando que, a partir de agora “a unidade reúne mais condições de avaliação e tratamento do doente crítico no Alentejo, evitando a sua transferência, mantendo toda a qualidade e comodidade da prestação de cuidados a estes doentes”.

SNS/SO/SF

 

Gedeon Richter

 

ler mais

RECENTES

ler mais