Investimento de 790 mil euros para nova unidade de saúde familiar em Vila Real

A nova Unidade de Saúde Familiar Nuno Grande, em Vila Real, representa um investimento de 790 mil euros e permitirá remodelar um edifício inacabado no centro da cidade, segundo a Administração Regional de Saúde do Norte

Na sexta-feira realiza-se, em Vila Real, a cerimónia de lançamento da primeira pedra da obra, na qual vão participar o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo.

Fonte da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) disse à Lusa que a unidade de saúde representa um investimento total de 790 mil euros, com uma comparticipação do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER ) de 671 mil euros (correspondente a 85% do valor global).

A obra deverá ser executada durante este ano.

Atualmente, a Unidade de Saúde Familiar Nuno Grande funciona no edifício do Centro de Saúde Número I de Vila Real, local onde funcionam mais quatro unidades funcionais e que tem, por isso, uma “ocupação sobrelotada”.

O novo imóvel permitirá a transferência da Unidade de Saúde Familiar das atuais instalações, onde se “prestam cuidados de saúde em condições precárias, permitindo resolver as insuficiências e disfuncionalidades existentes, proporcionando condições adequadas à prestação de cuidados de saúde e capacidade de resposta às necessidades da população”.

No novo espaço serão instalados nove gabinetes de consulta médica, três gabinetes de enfermagem, duas salas de tratamentos, um gabinete médico de saúde infantil, um gabinete de enfermagem de saúde infantil, um gabinete médico de saúde materna e ainda um gabinete de enfermagem de saúde materna.

Para instalar esta unidade de saúde, vai ser aproveitado um edifício que a Câmara de Vila Real começou a construir há alguns anos para albergar um centro transfronteiriço e que está localizado no centro da cidade, sobre as escarpas do rio Corgo. A obra nunca foi concluída por causa de problemas financeiros por parte do empreiteiro.

O imóvel entrou para a lista dos espaços abandonados e inacabados na cidade de Vila Real, que são considerados “manchas urbanísticas” e alvo de muitas queixas e críticas por parte da população local.

O edifício foi cedido gratuitamente pelo município de Vila Real para a instalação da Unidade de Saúde Nuno Grande.

Este projeto está inscrito no orçamento de investimento da ARS-N e tem candidatura aprovada pela comissão diretiva do Norte 2020.

LUSA/SO/CS

ler mais
target="_blank"

RECENTES

target="_blank"
ler mais