13 Jul, 2021

Hospital de Santa Maria com ocupação nos 94% prevê reforço da resposta

O Hospital de Santa Maria tem “em curso o alargamento da sua resposta em enfermaria e em UCI” para doentes Covid.

O Hospital de Santa Maria, em Lisboa, regista 39 doentes covid-19 internados em enfermaria e 18 em unidade de cuidados intensivos (UCI), com ocupação de 94% do limite de camas disponíveis, prevendo-se o alargamento da resposta a “curto prazo”.

Fonte do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHLN), que integra o Hospital Santa Maria, disse que o plano de contingência para resposta a doentes covid-19, à data de hoje, tem como capacidade disponível 42 camas em enfermaria e 19 em UCI.

Com prontidão e capacidade de antecipação às necessidades registadas durante a pandemia da covid-19, o Hospital de Santa Maria tem “em curso o alargamento da sua resposta, a curto prazo, em enfermaria e em UCI”, apontando como “muito provável” que o reforço aconteça já durante esta semana.

Em declarações à agência Lusa, fonte do CHLN adiantou que está prevista a abertura de mais uma enfermaria, com 21 camas, que se juntará às duas enfermarias já disponíveis (cada uma com capacidade para acolher 21 doentes), aumentando para 63 o número total de camas.

Relativamente à resposta aos doentes covid-19 em UCI, o reforço da capacidade vai ser “em função das necessidades”.

À data de hoje, o Hospital de Santa Maria contabiliza 39 doentes covid-19 internados em enfermaria, o que representa 92,8% da capacidade disponível, e 18 em UCI, o que corresponde a 94,7% do limite de ocupação, segundo dados do CHLN, ressalvando que “há variações do nível de ocupação ao longo dia”, inclusive devido a altas médicas.

Sobre a idade dos doentes covid-19 internados, o CHLN referiu que “a média é de 55 anos”, especificando que em enfermaria a média é de 59 anos e em UCI é de 50 anos, segundo dados registados na semana passada.

A mesma fonte realçou “o rejuvenescimento da média etária dos internados”, acrescentando que “a maioria são doentes que não foram vacinados”.

Com base em dados acumulados da 4.ª vaga da pandemia, desde o final de maio até ao final da semana passada, fonte do CHLN indicou que, dos doentes internados no Hospital de Santa Maria, 2/3 (66%) não têm qualquer vacina e 1/3 (33%) receberam pelo menos uma dose da vacina, dos quais 5% tinham a vacinação completa com as duas doses, mas ainda não tinham passado duas semanas da inoculação.

Os doentes internados com a vacinação completa, mas sem que tenham passado os 14 dias após a conclusão do esquema vacinal, o que garante maior imunidade, são “casos esporádicos” e que receberam cuidados de saúde em enfermaria.

Sobre a possibilidade de transferência de doentes covid-19 para outros hospitais, no caso de falta de capacidade disponível, fonte do CHLN explicou que o Hospital de Santa Maria é “um hospital recetor”, pelas suas características ao nível de resposta, estando em articulação com outras unidades hospitalares.

O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte integra ainda o Hospital Pulido Valente, que não recebe doentes covid-19.

Os hospitais de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) registam hoje 344 doentes covid-19 internados em enfermaria e 97 em unidade de cuidados intensivos, indicou a Administração Regional de Saúde de LVT (ARSLVT), assegurando a necessária disponibilidade de camas.

“Os planos de contingência (para enfermaria e UCI) são dinâmicos e ajustáveis às necessidades resultantes da realidade epidemiológica. Os hospitais da região continuam a dar resposta a doentes covid e não covid”, afirmou a respetiva Administração Regional de Saúde, em resposta escrita à agência Lusa.

Portugal registou hoje 1.782 novos casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, oito mortos atribuídos à covid-19 e um novo aumento de doentes internados e em cuidados intensivos, referem os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim epidemiológico da DGS indica que a maioria das infeções volta a ser registada na região de LVT, com 864 novos casos, o que representa 48% do total do país, contabilizando-se um total de 909.756 casos acumulados.

Quanto ao internamento de doentes covid em Portugal, mais 57 pessoas estão em enfermaria, num total de 729, e há mais 10 em UCI, que acolhem 163 pessoas, segundo os dados de hoje da DGS.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais