29 Set, 2021

França vai reembolsar entre 30 a 40 euros consultas de psicologia

Decisão surge após alertas sobre os efeitos dos confinamentos durante a pandemia de covid-19.

O Governo francês vai reembolsar entre 30 e 40 euros as consultas de psicologia aos seus cidadãos, anunciou o Presidente Emmanuel Macron, após alertas sobre os efeitos dos confinamentos durante a pandemia de covid-19.

A partir de 2022, todos os franceses, com mais de três anos de idade, que se dirigirem a um psicólogo para consultas receberão um reembolso de 40 euros na primeira sessão e de 30 na seguinte.

“Durante a crise, e por se ter tornado um pedido que respondia a uma necessidade premente, tínhamos assumido os custos das consultas de crianças e jovens. A partir desta experiência, começaremos, a partir de 2022, a reembolsar as consultas a toda a população”, disse Emmanuel Macron.

O Presidente anunciou ainda a criação de 800 postos de trabalho em centros médicos especializados em psicologia, a partir do próximo ano, para tentar reduzir as listas de espera, que chegam neste momento até aos 18 meses em algumas partes de França.

Estes centros são os únicos com cobertura da Segurança Social ou com tarifas acessíveis, enquanto o restante das consultas passa por psicólogos ou médicos particulares.

Em abril passado, o Governo francês lançou um programa de ajuda psicológica gratuita durante a pandemia para crianças e adolescentes com problemas de saúde mental.

Este atendimento abrangeu integralmente até 10 consultas com psicólogos, num contexto de afluxo de emergências psiquiátricas, que aumentou 20% em 2020.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais