3 Mai, 2017

Escolas: prevenção e diagnóstico precoce do cancro oral

Liga Portuguesa Contra o Cancro alerta estudantes para a prevenção e diagnóstico precoce do cancro oral. A iniciativa terá lugar no dia 11 de maio, na Escola Secundária Jaime Cortesão, em Coimbra

Segundo a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), mais de metade dos doentes com cancro oral (58%), não sobrevive ao fim de cinco anos. A principal causa da elevada taxa de mortalidade é o diagnóstico tardio dos tumores, que afetam a cavidade oral, dos lábios à garganta, incluindo as amígdalas e faringe.

Por este motivo, a liga acredita que este é um tema relevante a ser abordado na comunidade escolar tendo em conta a prevenção e do diagnóstico precoce. Realiza-se no dia 11 de maio, pelas 19 horas, na Escola Secundária Jaime Cortesão, em Coimbra, uma sessão de sensibilização sobre cancro oral, dirigida a alunos do ensino noturno.

O carcinoma da cabeça e do pescoço é o sexto cancro mais comum em todo o mundo e corresponde a acerca de 2,8% de todos os cancros. O cancro oral representa cerca de 30% de todos os cancros da área da cabeça e pescoço. Está associado a índices de mortalidade elevados, que se deve em grande parte ao seu diagnóstico tardio – 6 em cada 10 doentes morrem nos 5 primeiros anos, após diagnóstico.

LPCC/SO/CS

ler mais

RECENTES

ler mais