30 Ago, 2021

“Enfrentar o futuro partilhando saberes” é o mote do XXIX Congresso Português de Aterosclerose

Agendado para 15 e 16 de outubro, o próximo congresso da Sociedade Portuguesa de Aterosclerose terá um formato híbrido.

A Sociedade Portuguesa de Aterosclerose (SPA) vai realizar, a 15 e 16 de outubro, o XXIX Congresso Português de Aterosclerose, que decorrerá num formato híbrido.

Focando o impacto da pandemia provocada pelo vírus SARS-CoV-2, o presidente do congresso, Carlos Rabaçal, salienta que “não há área da Medicina que tenha passado incólume por esta crise e que, agora, não se obrigue a procurar resolver com rapidez, os problemas que se foram acumulando”.

É neste sentido que a SPA reforça a importância de promover e buscar o “aperfeiçoamento técnico-científico”, sublinha o chefe do Serviço de Cardiologia do Hospital de Vila Franca de Xira na mensagem de boas-vindas ao evento. “Impedidos de frequentar presencialmente as sessões/reuniões/jornadas/congressos que são o motor do nosso enriquecimento científico, também nós aderimos à comunicação virtual”, acrescenta, aludindo ao formato adotado na anterior edição do congresso.

Na perspetiva de se regressar a uma certa normalidade, “este ano, o XXIX Congresso Português de Aterosclerose terá um modelo híbrido e presencialmente decorrerá na Figueira da Foz. Com convidados portugueses e internacionais, teremos um programa científico que incluirá sessões, mesas-redondas, simpósios e conferências”, revelou Carlos Rabaçal.

“Sob o lema ‘Enfrentar o futuro partilhando saberes’, foi preocupação da organização promover a discussão e debate em torno dos temas que se relacionam com a aterosclerose, mas de forma a concitar o interesse de todos aqueles que, no dia a dia, acompanham pessoas com aquela patologia”, conclui o médico cardiologista.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais