14 Abr, 2022

“Em que mundo vive Graça Freitas?” Bastonário dos Médicos garante verão “totalmente seguro”

A gravidade da doença é baixa, nesta fase, apesar da elevada transmissibilidade, o que "muda tudo", sublinha Miguel Guimarães, que tece críticas à diretora-geral de Saúde.

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) garante que o verão vai ser “totalmente seguro” relativamente à pandemia de SARS-CoV-2 e tece duras críticas à diretora-geral de Saúde. “Em que mundo vive a Dra. Graça Freitas?”, questionou Miguel Guimarães, numa reação às palavras da responsável máxima pela DGS, que ontem alertou que Portugal está “longe de ter um verão totalmente seguro”.

“Podemos não saber tudo sobre o SARS-Cov2, mas uma das coisas que já sabemos é que os vírus respiratórios não se dão bem com temperaturas quentes. E o tempo está a começar a aquecer “, explica o bastonário, em declarações ao Diário de Notícias.

Miguel Guimarães considera que, dado os indicadores atuais (incidência, transmissibilidade e gravidade), não faz sentido anunciar, como fez Graça Freitas, que o próximo verão não será ainda “descontraído e seguro”. “Podemos ter ainda muita transmissibilidade, mas o que se sabe, e apesar de não termos números oficiais diariamente, é que a gravidade da doença é baixa. Isto muda tudo. Pela covid-19, o nosso verão será descontraído. Qual é a dúvida?”.

O verão vai ser “diferente dos dois últimos, porque, face ao aliviar da pandemia, as pessoas vão andar muito mais à vontade e a fazer uma vida mais normal”, salienta o bastonário da Ordem dos Médicos.

Recorde-se que, esta quarta-feira, em conferência de imprensa, a diretora-geral de saúde, Graça Freitas, alertou o país que “a epidemia mantém uma  transmissibilidade muito elevada”, e que os dados indicam que “ainda estamos longe de ter um verão descontraído”. “O número de novos casos de covid-19 reportados nos últimos 7 dias ainda rondou os 60 mil. É um número superior aos picos das curvas epidémicas anteriores, exceto a do último inverno”, sublinhou a responsável.

SO

Notícia Relacionada

Graça Freitas alerta que pandemia está longe de estar “num nível seguro” em Portugal

ler mais

RECENTES

ler mais