18 Mar, 2022

Diabetes. Insulina ultrarrápida “essencial na melhoria GPP e do TIR”

Em entrevista ao SaúdeOnline, o endocrinologista do Hospital Garcia de Orta assinala as vantagens do tratamento com insulina de ação ultrarrápida Lyumjev em pessoas com diabetes tipo 1 e 2 (doentes naïve ou previamente medicados).

Quando e como proceder ao início de tratamento com Lyumjev num doente naïve com diabetes?

A insulina Lyumjev é uma nova formulação de insulina lispro que apresenta uma absorção mais rápida e, consequentemente, um perfil de acção mais próximo do fisiológico. É, por esse motivo, considerada um análogo de insulina de acção ultra-rápida.

Em indivíduos com diabetes mellitus tipo 2 medicados com insulina basal (com ou sem antidiabéticos não-insulínicos), o início de qualquer insulina prandial (incluindo a Lyumjev) é particularmente importante quando a HbA1c permanece acima do valor-alvo apesar da glicose em jejum estar controlada. Este facto significa que a glicose pós-prandial se encontra elevada. Nestes casos, a insulina Lyumjev pode ser introduzida na refeição que cursa com valores de glicose pós-prandiais (GPP) mais elevados. Pode iniciar-se com quatro unidades, administradas imediatamente antes do início da refeição (com a opção de administração até 20 minutos após).

Essa dose deve ser titulada gradualmente de acordo com os valores de glicose pós-prandial. Se a HbA1c permanecer acima do valor-alvo, a insulina Lyumjev pode ser adicionalmente introduzida antes de outras refeições.

Indivíduos com diabetes mellitus tipo 1 necessitam de ser medicados com esquema de múltiplas administrações diárias de insulina (basal+bolus) ou sistema de perfusão subcutânea contínua de insulina (“bomba de insulina”). Em ambos os casos, a insulina Lyumjev revela-se uma excelente opção, sendo administrada de acordo com a contagem de hidratos de carbono.

De acordo com a evidência disponível, quais as vantagens de iniciar terapêutica com Lyumjev na diabetes tipo 1 e na diabetes tipo 2?

A insulina Lyumjev apresenta um perfil de acção mais rápido que a insulina lispro Humalog.

Em ensaios clínicos com indivíduos com diabetes mellitus tipo 1 e tipo 2, a insulina Lyumjev, em comparação com Humalog, foi sobreponível na redução da HbA1c, mas mais eficaz na redução da GPP.

Em pessoas com diabetes mellitus tipo 1, a insulina Lyumjev permitiu um aumento estatisticamente significativo do tempo no alvo (TIR) durante as horas diurnas, em comparação com Humalog.

Além disso, com a insulina Lyumjev não se constatou aumento do risco de hipoglicemia em comparação com Humalog.

Porquê, quando e como transitar para Lyumjev em doentes a fazer outras terapêuticas?

Em indivíduos com diabetes mellitus previamente medicados com insulina prandial, a insulina Lyumjev é sempre uma opção a considerar dado o seu perfil de acção ultra-rápido, mais próximo da resposta fisiológica.

A transição para Lyumjev é particularmente importante nos casos que beneficiem de um melhor controlo da glicose pós-prandial e/ou de um aumento do tempo no alvo.

Na transição de outra insulina prandial para Lyumjev a conversão de dose é de 1:1. Após a alteração para Lyumjev, o perfil da glicose deve ser revisto a curto prazo para eventual reajuste de dose.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais