30 Jul, 2021

Covid-19: Primeiro-ministro descarta “resistência” dos jovens à vacinação

O líder do Governo disse que “é natural que, entre a vacinação e os testes, as pessoas prefiram naturalmente ser vacinadas”.

O primeiro-ministro, António Costa, recusou que venha a existir uma resistência dos jovens à vacinação contra a covid-19 e sublinhou que “os jovens estão ansiosos” para receberem a vacina.

“Não temos qualquer indicação de que vá haver qualquer tipo de resistência dos jovens à vacinação, pelo contrário. Tudo nos indica que os jovens estão ansiosos para poderem ter a sua vacinação, porque se querem proteger, porque não querem ter o risco de andar a infetar outros e porque querem ter maior liberdade de poderem aceder a um conjunto de atividades, onde hoje, para aceder, têm de ter o certificado de vacinação ou o incómodo de andarem a ser testados”, considerou.

Em declarações prestadas na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros que definiu os próximos passos para a gestão da pandemia, o líder do Governo disse que a testagem “não é propriamente a coisa mais agradável” na vida e defendeu que “é natural que, entre a vacinação e os testes, as pessoas prefiram naturalmente ser vacinadas”.

Artigos relacionados:

SARS-CoV-2. Cerca de 85% dos portugueses devem ter vacinação completa em outubro

ler mais

RECENTES

ler mais