Confederação Empresarial de Portugal debate desafios associados ao envelhecimento ativo

No próximo dia 7 de junho, a CIP - Confederação Empresarial de Portugal vai debater sobre o envelhecimento ativo, um tema em destaque na sociedade portuguesa

Portugal vive em contraciclo em relação à Europa no indicador esperança de vida saudável. Segundo o Eurostat, os portugueses perderam cerca de três anos de esperança de vida saudável em 2014 face ao ano anterior.

O Conselho Estratégico Nacional da Saúde (CENS) da Confederação de Empresários de Portugal (CIP) promove, no dia 7 de junho, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, a Conferência “Envelhecimento Ativo – Uma Prioridade para Portugal”.

A iniciativa visa discutir as principais tendências demográficas, suas consequências e soluções de fomento do envelhecimento saudável e com dignidade em Portugal.

Programa do evento

O programa conta com diferentes temas com foco no envelhecimento ativo e com a participação de figuras com um papel relevante para o desenvolvimento desta causa.

09h30 | Receção e Entrega de Documentação

10h00 | Sessão de Abertura

> António Saraiva | Presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal

10h15 | Keynote Speaker

> Pedro Santana Lopes | Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

10h45 | Coffee-Break

11h00 | Painel de Discussão Evolução Demográfica, Envelhecimento Saudável: Alinhar Portugal com os países da OCDE

> Moderador | André Macedo

> Ana João Sepulveda | Socióloga e Managing Partner da 40+Lab

> Eugénio Fonseca | Presidente da Cáritas Portuguesa

> José Carreira | Presidente da Alzheimer Portugal

> Mário Pinto* | Assessor do Presidente da República para a área da Saúde

> Miguel Guimarães | Bastonário da Ordem dos Médicos

> Óscar Gaspar | Presidente da Associação Portuguesa da Hospitalização Privada

12h30 | Comentário

> José Pereira Miguel | Coordenador da Estratégia Nacional para o Envelhecimento Ativo e Saudável (ENEAS)

12h45 | Encerramento

> João Almeida Lopes | Presidente do Conselho Estratégico Nacional da Saúde/ CIP

Maria do Céu Machado | Presidente do INFARMED

*A confirmar

Números

De acordo com o Instituto Nacional de Estatísticas (INE), o número de idosos passará de 2,1 para 2,8 milhões entre 2017 e 2080.

Face ao decréscimo da população jovem, a par do aumento da população idosa, o índice de envelhecimento mais do que duplicará, passando de 147 para 317 idosos por cada 100 jovens em 2080.

Segundo a mesma entidade, o índice de envelhecimento só tenderá a estabilizar no ano de 2060.

Comunicado de Imprensa/SO/CS

ler mais

RECENTES

ler mais