11 Mar, 2022

Concurso para técnicos do INEM ficou com 70% das vagas por ocupar

INEM continua com dificuldades em recrutar profissionais, numa altura em que também enfrenta uma elevada taxa de abandono entre os técnicos de emergência.

O último concurso para recrutar técnicos de Emergência Pré-Hospitalar (TEPH) para as ambulâncias e centrais do INEM chegou ao fim com 70% das vagas por preencher. Os dados são avançados pelo Jornal de Notícias.

Das 178 vagas a concurso só 54 foram ocupadas. Contudo, dos 54 candidatos que chegaram ao final do concurso, só 49 chegaram, de facto, a assinar contrato. É mais um episódio que reforça as dificuldades do INEM para recrutar profissionais, numa altura em que o instituto também enfrenta uma elevada taxa de abandono entre os funcionários.

Perante a fraca adesão e a erosão dos quadros, o INEM garante que vai abrir “em breve” um novo concurso – este com 125 vagas para TEPH. As saídas de funcionários têm-se acentuado ao longo dos últimos anos. O Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar (STEPH) justifica esta opção com a falta de condições de trabalho, falta de recursos humanos, muitas horas extraordinárias e deslocações para longe de casa, atrasos nos módulos de formação.

Perante o que dizem ser a inércia da tutela, o INEM vai perdendo técnicos, o que agrava o défice nas equipas para as ambulâncias – muitas são obrigadas a parar. Na sequência desta falta de técnicos, as ambulâncias vão continuar a parar por falta de equipas.

SO

Notícia Relacionada

INEM chega a demorar uma hora para enviar ambulâncias, sobretudo na região de Lisboa

ler mais

RECENTES

ler mais