2 Out, 2018

Colóquio Internacional “A Saúde Militar na I Guerra Mundial” inicia-se esta quarta-feira

Decorre nos dias 3 e 4 de outubro, na Academia Militar, na Amadora, o Colóquio Internacional “Saúde Militar na I Guerra Mundial” que reúne especialistas nacionais e internacionais.

Ao SaúdeOnline, o presidente da comissão organizadora, o General Mário de Oliveira Cardoso, explicou que “o propósito é evocar, uma palavra muito importante para chamar à memória e prestar homenagem aos soldados e ao país que tanto se sacrificou na Grande Guerra”. Para tal, a Comissão do Centenário da I Grande Guerra, criada em 2014, sob a chancela do Ministério da Defesa Nacional, organiza exposições, debates e encontros para discutir e recordar importantes temas associados aos conflitos.

A saúde foi tema escolhido para este colóquio. O General Mário de Oliveira Cardoso considera que é muito importante pelas mortes, em que a sua esmagadora maioria foi por doença. “Fazer um seminário sobre saúde permite dar a conhecer o que a Guerra, infelizmente, teve como consequência no desenvolvimento de técnicas de recuperação, especialmente. Vamos ter convidados internacionais que vão contar a sua experiência”, explica.

Para o primeiro dia, na quarta-feira, serão debatidos temas como “Médicos nas trincheiras”, “A pneumónica e a I Guerra Mundial” e “A Guerra dos Químicos”. A segunda metade do último dia será dedicada ao Serviço Veterinário no contexto de Guerra. “A questão dos animais ainda hoje é pertinente pelos cães, por diversas razões, desde a vigilância, a detetar explosivos, prever situações de catástrofe. Para além do mais, debater este tópico é dar conta do progresso que foi feito com coisas que aconteceram na Guerra e que a Ciência Veterinária tomou consciência das mesmas e se desenvolveu”, refere.

Para mais informações consulte: www.portugalgrandeguerra.defesa.pt

ler mais

RECENTES

ler mais