CHL cria equipa intra-hospitalar de Suporte em Cuidados Paliativos

Em funcionamento desde o início de 2018, a equipa multidisciplinar presta cuidados das três unidades de Leiria, Alcobaça e Pombal.

 Da esquerda para a direita: (atrás) Enf. Renato Pombinho, Dr. José Leite, (à frente), Dra. Adriana Azevedo, Enf.ª Sara Rijo, Dra. Catarina Faria e Enf.ª Isabel Semeão.

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) acaba de criar a Equipa Intra-Hospitalar de Suporte em Cuidados Paliativos (EIHSCP), que está em funcionamento desde o início de janeiro de 2018, de forma a dar um apoio efetivo a doentes e seus familiares que necessitem deste tipo de cuidados. Esta nova vertente de cuidados surge no âmbito da estratégia nacional para os Cuidados Paliativos, que pretende atuar desde os cuidados primários, aos hospitalares e aos domiciliários, e o CHL está a dar os primeiros passos num projeto que contempla atividades promissoras nesta área de cuidados.

Os Cuidados paliativos são uma resposta ativa aos problemas decorrentes da doença prolongada, incurável e progressiva, na tentativa de prevenir o sofrimento que ela gera, e de proporcionar a máxima qualidade de vida possível a estes doentes e às suas famílias. São cuidados de saúde ativos, rigorosos e de conforto, que combinam ciência e humanismo, já reconhecidos como um Direito Universal. A necessidade de Cuidados Paliativos surge face ao aumento da esperança média de vida e à prevalência das doenças crónicas e progressivas, à falta de suporte familiar e facto de a morte ser encarada como uma frustração e derrota.

As EIHSCP são equipas multidisciplinares específicas de Cuidados Paliativos, sendo a do CHL atualmente constituída por dois médicos e três enfermeiros, contando ainda com o apoio de um técnico de serviço social e, em breve, de um psicólogo clínico. Estas equipas prestam cuidados ao doente que não se restringem só ao sofrimento físico, mas também ao sofrimento psicológico, social e espiritual, centrando-se no seu bem-estar e ajudando-o a viver tão intensamente quanto possível até ao fim.

Dotada de recursos próprios, exerce a sua atividade prestando consultadoria e formação a toda a estrutura hospitalar, acompanhando todos os doentes que necessitem deste tipo de cuidados no internamento do CHL, nas três unidades, de Leiria, Alcobaça e Pombal, inclusivamente na