11 Nov, 2021

Chefes da equipa de cirurgia do Santa Maria demitem-se em bloco

Em causa está a insuficiência das equipas de cirurgia tanto no serviço como na urgência, agravada pela saída de profissionais nos últimos meses.

Os dez chefes de equipa de cirurgia do Hospital Santa Maria, em Lisboa, apresentaram uma carta de demissão devido à “insuficiência das equipas” no serviço e na urgência, adiantou à Lusa o secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos. A demissão vai concretizar-se a partir de 22 de novembro, caso os vários problemas identificados não forem resolvidos.

“Hoje chegou ao nosso conhecimento uma carta de demissão da totalidade dos chefes de equipa de cirurgia do Hospital de Santa Maria”, disse Jorge Roque da Cunha, solidarizando-se com os médicos.

O dirigente sindical adiantou que “há vários meses” que os profissionais de saúde têm chamado a atenção para “a insuficiência das equipas, não só a nível do serviço de urgência como também no próprio serviço“.

“É um quadro envelhecido” que se agravou nos últimos meses com a saída de profissionais que entretanto se reformaram e não têm conseguido contratar médicos, adiantou. A situação ter-se-á agravado ainda mais recentemente, diz o Correio da Manhã, “pela tomada de posição dos assistentes hospitalares do departamento que recusam ultrapassar, nas atuais condições de trabalho, mais do que as horas extraordinárias consideradas na lei”.

Contactado pela Lusa, o Hospital Santa Maria remeteu esclarecimentos para um comunicado a divulgar ainda hoje.

SO/LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais