27 Fev, 2019

Casos prováveis de dengue no Brasil aumentam 149% num ano

O Ministério da Saúde brasileiro informou esta terça-feira que o número de casos prováveis de dengue registados em janeiro deste ano aumentou 149% em relação ao mesmo mês do ano passado.

De acordo com a página na internet do ministério, até ao dia 02 de fevereiro, o Brasil passou de 21.992 para 54.777 casos prováveis da doença, representando um aumento de 149%.

Quando à sua incidência, em 2019, os casos de dengue chegam a 26,3 por cada 100 mil habitantes.

Em relação ao número de mortes causadas pelo vírus, o país sul-americano assinalou, até ao momento, cinco mortes. Em 2018 foram notificados 23 óbitos.

De acordo com a tutela, a região sudeste do Brasil concentra 60% do total de casos registados no país em 2019, com 32.821 ocorrências. Seguem-se as regiões centro-oeste, com 10.827 casos de dengue, o norte com 5.224 casos, o nordeste com 4.105 casos e o sul com 1.800 casos.

Segundo o Ministério da Saúde, os sintomas do dengue manifestam-se através de febre alta (39° a 40°C), com início abrupto, que geralmente dura entre dois a sete dias, acompanhada de dores de cabeça, no corpo e articulações, além de prostração, fraqueza e comichão na pele.

Perda de peso, náuseas e vómitos são também comuns.

A forma grave da doença apresenta-se através de dor abdominal intensa e contínua, vómitos persistentes e sangramento nas mucosas.

Ainda de acordo com a tutela, até 02 de fevereiro, foram notificados 630 casos de infeção pelo vírus Zika em todo o país, uma redução de 18% em relação ao mesmo período de 2018, quando existiram 776 casos. A taxa de incidência da doença no Brasil é de 0,3 casos por cada 100 mil habitantes.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais