2 Jun, 2020

Biogen doa 21 mil euros ao projeto #Eu Ajudo Quem Ajuda a Cruz Vermelha

Projeto destina-se ao desenvolvimento de ações de apoio aos lares. A empresa já doou 10 milhões de dólares e equipamento médico a vários projetos em todo o mundo.

Biogen, empresa biotecnológica pioneira na área das neurociências, acaba de anunciar o donativo de mais de €21 mil à Cruz Vermelha Portuguesa no âmbito do projeto #Eu Ajudo Quem Ajuda, que pretende dar resposta a diversas necessidades da população durante o período pandémico. O valor disponibilizado pela Biogen destina-se a um conjunto de ações de auxílio a lares de terceira idade na prevenção e controlo da evolução da Covid-19 junto dos idosos.

“Face à considerável taxa de população idosa em Portugal e ao elevado risco de letalidade da Covid-19 neste grupo etário, a Biogen decidiu direcionar o seu contributo à iniciativa #Eu Ajudo Quem Ajuda da Cruz Vermelha Portuguesa, para que esta instituição possa dar continuidade ao seu trabalho de combate à Covid-19 junto da população mais envelhecida, mais propriamente dos lares de terceira idade, quer na disponibilização de materiais de proteção para funcionários e utentes destas instituições, quer na resposta a outras necessidades, como o transporte de doentes, realização de testes de diagnóstico para a Covid-19, apoio alimentar, entre outras medidas”, explica Anabela Fernandes, Diretora Geral da Biogen Portugal.

O projeto #Eu Ajudo Quem Ajuda é um movimento criado pela Cruz Vermelha Portuguesa com o objetivo de financiar o desenvolvimento de iniciativas, projetos e operações de saúde e apoio humanitário para o combate à pandemia de Covid-19. Até 27 de abril, a página de transparência da Cruz Vermelha Portuguesa já contabilizava €1.579.752 em donativos para este movimento.

No total, a Biogen já endereçou 10 milhões de dólares a projetos e organizações sem fins lucrativos em todo o mundo que “estejam empenhadas no alargamento das opções de teste do vírus, na redução da pressão sobre os sistemas de saúde, na capacitação dos profissionais de saúde que se encontram na linha da frente, e na ajuda aos grupos mais vulneráveis à atual crise, como a população mais envelhecida e as famílias mais desfavorecidas”, destaca Anabela Fernandes.

Além deste apoio, a empresa disponibilizou ainda equipamento para o diagnóstico da Covid-19 ao Partners HealthCare, uma das maiores unidades de saúde em Massachusetts (Estados Unidos da América), e ainda apoiou financeiramente a Cruz Vermelha em Itália e na China.

COMUNICADO

ler mais

RECENTES

ler mais